terça-feira, 20 de dezembro de 2011

s2.22

Título: Radônio s2 (Elemento químico com massa atômica de 222) q

ooooooi cotolengos *-*-*
Que saudade, agora posso dizer oficialmente "Estou de férias!", ainda não posso dizer oficialmente se passei, mas tudo bem, eu supero.
Então, o post de hoje poderia ser sobre muuuuuitos assuntos, mas eu resolvi falar sobre a minha turma. "Ah, mas Fernanda, tu já falou deles no post passado", mas e daí?! O blog é meu e eu falo de quem eu quiser ok u-u' (kkkkk' Brinks, mas é que preciiiiso fazer esse post).

"Ela precisava de um novo começo, novos ares, pessoas novas, lugares novos, precisava, mas não sabia. Era tarde quando sua mãe a disse que a mudara de escola. Ela chorou a noite e o outro dia inteiro. Ela não queria começar do zero, não desta forma, tinha medo do que iria encontrar. Em seu primeiro dia, ficou encantada com as pessoas, em sua primeira semana ficou tímida e invisível. Em seu primeiro trimestre não existiu e talvez tenha se sentido tão triste a ponto de desistir, muitas vezes ela sentiu-se frustrada e chorou até cair no sono, outras vezes ficou tão feliz que quis parar e viver pra sempre os mesmos momentos. Ela era a menina mais feliz do mundo e a mais infeliz também. Nela faltava pedaços, de fato ela só pôde preencher um, e foi depois de muitas brigas que esse espaço foi ocupado, não apenas por uma pessoa, mas por 26, ela chorou de raiva por causa de todos eles e mesmo assim, depois de tudo, ela sorriu. Pela primeira vez em muito tempo, ela sentiu-se completa, mesmo com aqueles espaços que já foram de outros estando vazios, por semanas ela sentiu-se inteira e hoje ela chora por ter que dizer adeus. Adeus a amigos, adeus a colegas, e talvez adeus a escola. Ela sabe que 2012 não será a mesma coisa, sabe que sentirá saudade, sabe que vai chorar e sabe que talvez ninguém se importe, mas mesmo assim ela vai sentir todos os sentimentos que ela aprendeu com eles, do ódio ao amor, da tristeza a felicidade, pois acima de tudo ela aprendeu com esse bando de loucos, a ser humana. Obrigada 222, por todos os abraços, beijos, risadas, choros, brigas, conselhos e palavras não ditas, desejo tudo de melhor a vocês e tenho certeza que a nossa história não termina aqui. s2s2s2"

É isso, espero que tenham gostado, se eu não fizer outro post antes do Natal, fica aqui o meu FELIZ NATAL HO HO HO

Beijos, los quiero s2

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

E o pintu ♪

Título: Uma das musicas que meus colegas dançaram na apresentação, kk'

Então, eu estava bem ausente por causa de uma apresentação que as turmas lá da escola fariam para todas familias e tal. Minha turma como é super desunida brigou a semana passada toda, tipo marcaram um ensaio no FERIADO lá na puta que pariu num calor de 36ºC e eu fui e adivinhem?! de 27 alunos só fui eu e mais 4 --'
Tudo bem, eu superei, aí marcaram ensaios na escola na quinta e na sexta, tudo bem, lá fui eu no sol escaldante de novo, caminhando 13 quadras e voltando mais 13 depois de um ensaio cheio de brigas e nenhuma organização. Foi quando chegou a segunda feira e nós não tinhamos NADA, marcaram outro ensaio e eu fui com esperança, e não deu em NADA de novo, nem no ensaio da tarde e nem no da noite, ou seja: CAMINHEI ATOA VÁRIOS KM POR DIA. Cheguei em casa e chorei tanto de raiva, eu estava exausta, mesmo.
Na terça de manhã falamos pro professor Ricardo que íamos desistir porque a apresentação seria na quarta e nem tinhamos nada, aí o professor deu palavras de incentivo (Tipo, VALE UM PONTO EM CADA MATÉRIA) e resolvemos fazer valer, marcamos outro ensaio, só que dessa vez na firma do pai da Ariane onde ela disse que tinha muito espaço. Só que o pessoal meio que se empolgou e ficou falando da apresentação durante a aula do professor Minuzzi de matemática, ele se irritou e acabou saindo da aula, foi uma pena porque por incrível que pareça, EU gosto de prestar atenção nas aulas.
A tarde fomos lá  na Ariane num sol escaldante, subidos a escada e vimos um escritório grande pra uma pessoa, mas minusculo pra uma turma de adolescentes, imagine um lugar:  SEM JANELAS, SEM AR E COM UM VENTILADOR DE TETO LENTO E DOIS VENTILADORES PEQUENOS QUE SOLTAVAM VENTO QUENTE. Eram 27 pessoas morrendo de calor, respirando lá dentro e suando sem parar enquanto dançavam. Sem condições, né D;
Tudo bem, apesar do calor deu pra ensaiar um pouco, afinal a intensão da Ariri foi boa e tal, e  deu pra terminar o mix de musicas. Ensaiamos lá até as 16:00hrs foi quando corremos no sol escaldante até a escola pra fazer o ensaio geral, sendo que só tinhamos 30 minutos lá dentro. Na hora dos escravos caírem, eu cai e a Mari caiu em cima da minha perna e eu não consegui levantar, então a Jessi me puxou e nós seguimos a coregrafia. Foi uma droga.

Depois desse ensaio geral, fui pra casa tomar banho, lá foram-se mais 13 quadras no sol forte. Tomei banho, nem deu tempo de sentar e descansar e lá fui eu no sol escaldante pra casa da Maria Fernanda, sooorte que fui de carro porque era bem longe da minha casa, chegando lá, ensaiamos até as 22:00 e fui caminhando até a casa da Paula com o Jojo e a Alice, chegando lá o Jojo chamou a mae dele e ele me deu carona até em casa. No dia seguinte (No caso ontem, dia da apresentação), tivemos atividades lá na escola para homenagear e entregar as doações para as instituições de caridade que cada turma iria ajudar. Nessa celebração, uma criança com mais ou menos 6 ou 7 anos que foi beneficiada com as doações, subiu no palco e cantou, mas cantou tão bem que eu cheguei a chorar, foi lindo, todos no salão de atos aplaudiram de pé. Depois disso fomos para o pátio da escola onde o professor Ricardo estava comandando jogos com os alunos, foi bem divertido.
Quando acabou a aula fui pra casa almocei e saí de novo, o Jonathan passou aqui em casa e fomos pra casa da Paula de carona com a mãe dele. Chegando lá esperamos o Ben e então caminhamos sobe um sol escaldante até a casa da Yasmin, onde teria um ultimo ensaio antes da grande apresentação. Ensaiamos, ajudei o Ben a terminar o texto e rimos bastante com piadinhas internas. Depois fui pra casa com a Paula e o Ben, deixei eles pelo caminho e segui alone no sol escaldante (kkk) até em casa, chegando lá tomei banho me arrumei, preparei minha roupa, coloquei na bolsa e saí, caminhei com meu pai até a casa do Gabriel que fica no caminho da escola, fomos juntos pra lá onde depois de um tempo encontramos o resto da turma.
Pouco tempo depois, quando a maioria já estava lá, começamos a nos arrumar, Gabriel, Patrick, Jonathan, Vitória, Jéssica, Mariana e eu, faziamos papel de escravos, só que nenhum de nós somos negros, então nós nos pintamos de marrom, na nossa cabeça nós pareceríamos escravos, mas a realidade é que pareceu que nós tinhamos rolado na "merda", juro por Deus, todo mundo riu muito, inclusive nós.
Bem, depois que toda turma estava pronta, tinhamos indios (Marina, Ádua, Cristiane, Martin, Rafael, Thassiana, Natalia, Maria Fernanda, Maria Thainá), portugueses (Ariane e Francisco, Filipe e Yasmin, Alice e Ben Hur, Cassiano, Mariano), ondas (Paulo) e escravos (Eu, Jéssica, Vitória, Mariana, Patrick, Jonathan e Paula).
Antes da apresentação nos demos as mãos e a Ádua, Vitória e Gabe falaram palavras de incentivo e o quanto aquele momento era especial, rezamos e então fomos pro ginásio.
Nós entramos, primeiro vinham os indios dançando, depois vinha as ondas, os portugues e por fim os escravos sendo puxados por um portugues. Lá estavamos nós sendo puxados até os tambores que ficavam do outro lado do salão, chegando perto era pra todos cairem e os que fossem dançar iriam levantar já os outros ficariam batucando. Caímos e nos embolados eu fui engatinhando até o meu tambor e fiquei tocando com a Mari e o Jojo, o resto do pessoal começou a dançar as musicas tensas and divertidas, alguns perderam as roupas, outros meio que se perderam, outros pareciam que não estavam nem nesse planeta de tão brisados que estavam, mas todos juntos ficou muito bom. As danças terminaram e começou a musica final em que todos pulariam e dançariam bem alok enquanto dois correriam em volta com sinalizadores vermelhos, foi o que aconteceu, mas na hora da festa eu acabei me empolgando e minha saia caiu kkkk' Espero que ninguém tenha visto, espero mesmo.
E foi isso, voltei pra casa com a Ádua e sinceramente, pode ter sido a apresentação mais simples, mas nós a fizemos em um dia apenas e o objetivo era se divertir e se unir e isso nós fizemos muito bem.
Essa apresentação foi muito boa, e eu confesso que senti o preconceito na pele, todo mundo que me olhava ria ou se assustava, muito racismo. Teve uma hora que eu entrei no banheiro e uma menina se arregalou os olhos e disse: "Que isso minha filha, rolou na merda?" kkkkk' Ri muito u-u'
Foto da ultima musica em que o Patrick saiu correndo com o sinalizador quase matando todo mundo, parece que nós estamos fazendo macumba, mas tá limds qq

Enfim, Parabéns 222 *-*
Agradecimentos ao professor Ricardo e a professora Andrea, sem eles nada disso seria possível.

bjbjbjbjbj e inté ;B

Ps: Já é 11.11.11, lançamento do clipe da Katy Perry, lançamento de um filme "11.11.11" eee aniversário da esposa gravidíssima do professor Ricardo we. Ah, e dizem que é o fim do mundo também, mas isso é só um detalhe u-u'

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

I'm gonna fall like I don't need saving

Título: Unbroken - Demi Lovato

oooi cotolengos ;*

Então nem tenho o que escrever hoje, mas é que eu estou meio que afim de escrever pra vocês.
No momento estou ao som do álbum "Unbroken" da Demi Lovato, se vocês ainda não ouviram as musicas, ouçam porque é demais.

Bem, essas semanas têm sido tão boas, acompanhei o Rock In Rio pela Multishow e simplesmente morri babando pra estar lá. Ok, se eu tivesse oportunidade de ir, não iria pois não gosto de lugares tão cheios e apertados onde eu corro risco de apanhar enquanto morro esmagada e ouvindo ao fundo minha banda preferida.
Meus shows preferidos foram:
Elton John = Divo, sem comentários, King!
Rihanna = Atrasou, mas compareceu, não precisou de muita coisa pra arrasar.
Stone Sour = Corey é um verdadeiro líder, soube fazer todos cantarem junto mesmo que a banda não seja tão popular no Brasil.
Capital Inicial = Não fazia ideia de como eles eram bons, eu curto as musicas e tal, mas nunca assisti um show e admito que fiquei impressionada.
Snow Patrol = Adooooro as musicas deles, são calmas, inspiradoras e a presença de palco do Gary é demais.
Red Hot Chili Peppers = Nem preciso falar muito, eles mostraram porque eram tão aguardados, e a homenagem ao Rafael Mascarenhas que era fã da banda? Linda! Merecem todos os aplausos do mundo.
Motörhead = Pais do Metal, não poderia deixar de curtir, é o tipo de show que a gente cala a boca e escuta em estado de choque, tipo pensando: Wow, isso é realmente muito bom.
Slipknot = aaaah, eu amo eles, sou suspeita pra falar, mas até quem não é fã veio dizer que estava ótimo. Alguns reclamaram da dor de cabeça também, mas isso é porque são sensíveis demais, ok u-u' q. Foi épico, se jogaram no publico, a bateria "voou e girou" e como já disse, Corey é um líder nato e soube conduzir bem a plateia. Estão de parabéns.
Metallica = Pausa respiratória... Sério, eu quase morri. Sabe quando alguém entra no palco e não precisa nem dizer "oi" pra saberem que chegou? Como meu pai disse "Metallica é religião" e é mesmo, e quem não gostava tenho certeza que se converteu. Com direito a bis e a aplausos infinitos, perfeitos.

Bem, esses foram meus preferidos, basicamente as 3 primeiras noites, do resto curti Pitty, Detonautas, Evanescence, Coldplay, Guns e Maroon 5. Quanto ao resto, não vou comentar porque é demais pro meu QI. Mas eu assistiria tudo de novo, até os que detestei, porque eu gosto de música, admiro quem faz direito e respeito quem tenta.

Fora o Rock In Rio, eu não fiz nada de interessante, se bem que isso nem é fazer algo, basicamente só fiquei deitada no sofá olhando.
Estou lendo "A menina que roubava livros" parece ser bem legal, pena que não tenho muito tempo pra me dedicar a leitura. Nem a escrita, as vezes eu fico aqui escrevendo minhas histórias e meus romances, já devo ter uns 5 livros inteiros de tanto que escrevo, mas não tenho tempo pra terminá-las.
Sonhei esses dias com a Nagini, cobra do Voldemort, fui procurar o significado e dizia: "Traição de amigos" e tals. Muito medo, não te quero mais Nagini, as vezes sonhar com personagens de Harry Potter não é tão bom assim u-u'.
Ah, passei pra segunda fase das Olimpíadas de Química, nem me perguntem como consegui, nem eu sei ainda.
E hoje fiz uma plaquinha pra uns amigos de uma comunidade que eu frequento. Uma coisa tensa, sem maquiagem, de pijama, uma belezura hein, nem me presto pra aprender a mexer em photoshop pra ver se melhora, a preguiça é demais kkk' -n

Enfim, sei que ficou chato, mas é que eu estava realmente com saudade de escrever, talvez eu escreva aqui ainda essa semana pra compensar. bjbjbj e inté ;B

terça-feira, 20 de setembro de 2011

E mostrar para quem quiser ver um lugar pra viver sem chorar.

oooooooi cotolengos *-*

Hoje vim fazer um post não sobre minhas experiencias e lista de objetivos de antes de fazer 18 (isso fica pra outra ocasião), mas sim sobre o Rio Grande do Sul. Bem, pra quem não sabe eu sou gaúcha e sim, eu estou sorrindo ao escrever isso porque como todo bom gaúcho, eu sou orgulhosa. Pra quem não sabe hoje nós comemoramos a Revolução Farroupilha, mas não vim falar sobre esse momento histórico, pois isso vocês podem ler no Wikipédia. O motivo real deste post é colocar pra fora todo orgulho e amor que eu tenho pelo Rio Grande do Sul.

"Nascido entre a poesia e o arado. A gente lida com o gado e cuida da plantação. A minha gente que veio da guerra, cuida dessa terra como quem cuida do coração. Você, que não conhece meu estado está convidado a ser feliz neste lugar, a serra te dá o vinho, o litoral te dá carinho e o guaíba te dá um pôr do sol lá na capital. A fronteira los hermanos, é prenda cavalo e canha. Viver lá na campanha é bom demais. Que o santo missioneiro te acompanhe companheiro, se puder vem lavar a alma no rio uruguai. Eu sou do sul. É só olhar pra ver que eu sou do sul. A minha terra tem um céu azul, é só olhar e ver."

Sei que os outros estados não gostam muito do RS por causa do orgulho excessivo e demonstração explicida do amor que temos para com nossas terras, mas vou-lhes dizer algo: NÓS PODEMOS, e os outros estados também podem, mas não o fazem com tanta frequencia ou pelo menos não chega até aqui essas demonstrações.

"Vem conhecer os verdes campos orvalhados, o chimarrão bem cevado em volta de um fogo de chão. Sentir de perto o amor de um povo hospitaleiro, o calor de um braseiro dentro de um coração. Rio Grande do Sul."

Eu odeio sair do estado, sempre que vou pra Florianópolis fico louca de saudade, mesmo que SC seja muito agradável, eu sinto falta. Parece besteira, mas nada se compara ao meu sorriso toda vez que entro no estado, o céu parece mais azul, o vento mais agradável e eu nem me importo com a distancia que ainda tenho que percorrer até minha cidade, pois no meu coração eu sei que, de uma forma ou de outra, eu estou em casa.

"Quem quiser saber quem sou, olha para o céu azul e grita junto comigo: Viva o Rio Grande do Sul!"

Que me desculpem os outros povos, mas eu realmente me sinto filha do melhor estado do Brasil e eu nem estou falando de números, estou falando de sentimentos mesmo, do amor, da emoção de ver um Grenal, do orgulho de viver em um estado rico não só financeiramente, mas também em belezas naturais, sinto orgulho da minha Uruguaiana, "pois não conhece o Rio Grande, quem não foi a Uruguaiana" .
Sim, nós perdemos a revolta, mas não é ganhar ou perder que nos importa e sim o dia em que nós dizemos "não" aos que queriam nos governar, lutamos com raça e amor, perdemos com dignidade e fomos até o fim em busca da nossa liberdade, isso é o que importa, é isso que nós comemoramos.

"Ouve o canto Gauchesco e brasileiro desta terra que eu amei desde guri"

Outro dia houve um momento cívico na minha escola, quando tocou o hino do Brasil, nós cantamos com respeito, mas como se fossem apenas letras vazias. Quando tocaram o hino do RS, todos cantamos mais alto que a própria música ao fundo com um sorriso tão grande e sincero que eu não conseguiria descrever em palavras, confesso que tive de segurar as lágrimas, eu sei que parece exagero e se você é de outro estado deve estar dormindo ou com mais raiva do Sul, mas essa emoção é inexplicável. No final das contas, eu tenho mais orgulho do meu estado, do que meu próprio país. Eu amo o Brasil, mas amo mais ainda o RS.


"É o meu Rio Grande do Sul, céu, sol, sul, terra e cor, onde tudo que se planta cresce e o que mais floresce é o amor."

Enfim, desisto de tentar expressar em palavras todo meu amor, orgulho e tantos outros sentimentos que tenho pela minha terrinha. Espero que tenham gostado, beijos.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Yes man

Título: Vocês vão entender.

ooooi gente *-*
Então, esses dias têm sido tão estressantes que se eu fosse descrever a vida vazia e tediosa que tenho vivido ultimamente vocês cortariam os pulsos com bolachinha maria. Mas quer saber? Eu estou feliz. Hoje é SEXTA! E o que eu fiz? Bem, na parte da manhã tive 3 provas importantíssimas e certamente me saí muito mal nelas, apesar de ter estudado. E daí?! Eu não ligo! Na verdade, eu ligo, mas não quero pensar nisso agora. Essa semana eu tenho tantas coisas pra fazer, estudar, que eu não sei como sobreviverei, tenho no mínimo 2 provas por dia, e isso já está rolando a duas semanas. Eu apenas não me importo, pelo menos não agora. Vocês não estão entendendo nada e eu também não porque não consigo controlar meus dedos que estão digitando descontroladamente, então vou explicar:
Agora pouco assisti o filme "Yes Man" com o Jim Carrey e esse filme, além de me fazer rir litros e me fazer dizer "own" na parte em que falam de Harry Potter, também me fez pensar em como estou vivendo a minha vida e quer saber?! Está uma merda. Desculpe o palavreado, mas é a mais pura verdade! Eu sei, é só um filme, mas ele despertou a mesma vontade de viver que eu tinha antes de julho e eu estou feliz com isso. Óbvio que não vou falar "sim" pra tudo, mas vou me permitir mais. Fala sério, dia 13 de Setembro eu estarei completando 18 anos e eu não fiz tantas coisas, sem falar que não estou velha, mas me sinto muito velha. Seja lá qual for o objetivo deste post sem edição, extremamente rápido e confuso, quero que saibam que eu estou feliz e a partir de hoje, vou fazer as coisas com mais amor e vontade. Como diria a minha escola, eu vou me REINVENTAR! HAHAHA
Espero mesmo conseguir fazer tudo que quero, encerrar esse ciclo, encerrar meus 17 anos assim, seria o máximo!


Bem, sentirei saudades, pois quando eu fizer meu próximo post terei 18 anos muito bem vividos, sem medos, sem muitos não's. Desejem-me sorte!
Eu amo vocês e eu amo essa sensação!

Ps.: Apesar de parecer, EU NÃO FUMO MACONHA, NÃO TO BÊBADA E NEM NADA DESSE TIPO, ok.
Ps.²: Não se preocupem, não farei nada que me faça mal ou prejudique minha integridade moral e física.
Ps.³: This is my time, I feel so alive (oito) << Amo essa musica, desculpem se tiver erro de inglês, mas eu to com preguiça de procurar a letra e colar certinho aqui.bj

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

This years love had better last (...)

Título: This year's love - David Gray

ooooooooooooooi gente *-*-*

Hoje vim aqui sem edição, sem rascunhos e sem assunto. Alguma novidade isso? Não, mas tudo bem, eu supero, vocês superam e todo mundo fica feliz 4everment.
Bem, já que eu não tenho nada pra escrever, vou escrevendo o que vier na cabeça e vocês se viram pra entender como sempre, ok?!
Pra começar, mil desculpas por ficar um mês (Aham UM MÊS, não é uma hora, não é um dia, não é uma semana, é UM MÊS) sem postar nada aqui, nem dar sinal de vida, mas isso não vem ao caso agora, o fato é que vocês devem me perdoar, afinal eu ando muito atoa e se for pra escrever besteira (Como estou fazendo agora e sempre, amém) prefiro nem postar.

  • - hmmm, vamos ver, ah... Mês passado Harry Potter deu seu ultimo suspiro de vida no cinema, e é claro que como Potteriana fiquei muito triste. Tenho olhado várias vezes todos os filmes e lido vários trechos dos livros again, ajuda a matar a saudade. Tenho lido várias mensagens no Tumblr e no Twitter sobre isso e têm sido bem legal compartilhar meus gostos com eles. E agora que eu fui aceita no Pottermore, posso dizer que I'M MAGICAL, BITCH!!111!!! q
  • - Por falar em Harry Potter, devo confessar que minha maior frustração em relação aos livros/filmes se deve ao fato de Draco Malfoy e Hermione Granger nunca terem tido nem um romancezinho, nem um caso por mais minusculo que fosse, NADA. E é por isso que tenho lido fics sobre eles dois, rio e choro litros lendo, é tipo, perfeito. Agora estou lendo Apaixonada pela serpente (Serpente é o simbolo da casa que Draco faz parte em Hogwarts, a Slytherin ou Sonserina). São 3 partes completas e a 4ª está em "processo de fazeção" q. (APS1 ; APS2 ; APS3 ; APS4). É liiiimds *-*
  • - Eu tenho lido bastante livros também, além dos livros de HP, estou lendo "O Diário de Anne Frank - Edição definitiva", e é muito bom. Essa versão é sem nenhum corte e tem TUDO mesmo, tipo não querendo contar o livro, mas tem um trecho em que ela revela se masturbar e também ter interesse em meninas, beijando uma amiga e pedindo uma "prova de amizade" um tanto constrangedora e pervertida, alok. Fiquei chocada com essa parte, porque no outro livro não tinha nada disso, que eu lembre.
  • - Semana que vem tenho provas TODOS OS DIAS, vai ser uma desgraça, mas tudo bem, eu supero. E por falar em escola, essa semana fizeram uma "boate surpresa", com luzes, doces, refris e DJ, bem alok mesmo. E ontem teve um tal de "Recreio feliz", durou uma hora e os alunos ganharam lanche, jogaram, ganharam premios e tals, eu não comi, porque não como de manhã se não vomito, mas achei legal a intensão deles (:. Talvez a melhor parte tenha sido o jogo "Morto e Vivo". Fiquei assistindo de longe com o Ben e a Alice, rimos muito quando um aluno, que veio da Alemanha fazer intercambio lá da escola, foi falar. Ele dizia bem rápido no microfone "Morta, vivo, morta, vivo, vivo, morta". Chegamos a chorar, porque na hora foi engraçado ok u-u'
  • - aaaaaah, fiquei muito triste com essas coisas que estão acontecendo em Londres e estou rezando por eles, amo London e meu coração se quebra só de pensar em pessoas morrendo por lá. Espero que eles consigam se recuperar de toda essa turbulência e volte a ser a boa e velha LDN.
  • - E por falar em orações, outro dia minha avó quase teve um treco quando disse que não acreditava na Bíblia e nem em Jesus, não que eu seja ateia, eu acredito em Deus, mas é só Nele mesmo. Vou explicar: Eu acredito que Jesus tenha existido, mas não acredito em sua santidade, tipo pra mim ele era um pastor ou padre que levada palavras de conforto e orações para os fiéis e não um santo como todos o tratam. Quando rezo, rezo pra Deus e não pra Jesus, porque apesar de achar que ele foi realmente uma pessoa legal, ainda assim ele é uma pessoa. E acho que todas foram escritas através de metáforas e muito sentido figurado, bem do modo poeta e filosofo de ser. E lendo a passagem de Gênesis pensei "WTF? Quem foi o idiota que inventou essa história sem nexo?". Anyway, é a minha opinião né. 
  • - Tenho ouvido várias musicas bem velhas e com aquele rouquinho que só se ouve em vinil sabe, eu sinto saudade disso. Às vezes eu queria viver em um tempo mais antigo, um lugar diferente, sem muita tecnologia, nem muita poluição, tanto cultural quanto ambiental Apenas sinto falta das coisas que talvez eu nunca tenha tido e nunca venha ter.


Enfim, acho que é isso pessoal, eu provavelmente não vou postar aqui domingo e nem nas próximas duas semanas, então Feliz dia dos Pais aos que são pais, aos seus pais, aos seus vôs, ao meu papi e àqueles que se sentem pais. *-*

Beijos e sorry pela descarga de besteiras.

sábado, 9 de julho de 2011

They´re creepy and they´re kooky (oito)

Título: Musiquinha da família Addam's

ooi Cotolengos *-*

Hoje vim aqui falar sobre família! Não é um assunto muito interessante, mas deu vontade de falar sobre isso hoje então espero que gostem.

Minha irmã mais velha (Grasiella, 29) descreve meu nascimento como "a chegada da paz" em casa, porque eu fui a única de todos os nossos irmãos que não chorava, não incomodava e praticamente nem existia.
Eu não me lembro da época em que a Grasi morava aqui em casa, porque ela sempre morou com a minha avó, ela sempre foi divertida, tinha muitos amigos e era um pouco revoltada também, ela era uma mistura de Amanda e Bruna (Minhas outras irmãs).
Depois dela veio a Bruna (7.06 - 22 anos) ela sempre foi a "irmã bonita" (HEHEHE), ela saia, tinha vários amigos, uma vida social bem movimentada, apresentava os namorados para os nossos pais e tudo mais. Ela também sempre foi muito inteligente, foi a única de nós todos que nunca repetiu o ano e passou em primeiro lugar na faculdade.
A irmã que eu mais conversava era a Amanda (22.07 - 19 anos), mas no final do ano passado ela foi morar com a Grasi em Florianópolis e eu fiquei meio que forever alone. Ela sempre foi a filha revoltada, sempre fez o que dava vontade e as professoras na escola tendiam a me odiar depois que descobriam que eu era irmã dela, gosta de ajudar os outros, é muito divertida e um pouquinho retardada (Recentemente ela comprou lápis de cor e um livrinho de colorir pra passar o tempo).
Depois delas veio eu (Fernanda, 13.09 - 17 anos), que vocês já meio que conhecem. Eu sou a irmã estranha. Tenho cara de ser bem mais nova, em casa sou bem calma, as pessoas quase não me vêem, na rua, nas festas e na escola eu expresso toda a minha bipolaridade e retardadice mental (HEHEHE).
E por ultimo, veio o Lauro (11.12 - 15 anos). Eu "sofri" bastante nas mãos dele, ele é o único menino então é mimado ao extremo. Ele nunca faz nada, nem a própria cama arruma, eu sou meio que a empregada dele. Ou pelo menos era, porque agora eu o obrigo a arrumar as coisas dele e as vezes até as minhas. Querendo ou não, o Lauro sempre foi o irmão que mais esteve comigo, porque ele é o único que sempre morou aqui em casa e agente até dividiu quarto por algum tempo. Antes eu o achava insuportável (Continuo achando as vezes), mas agora agente se dá bem, acho que é porque ele já está amadurecendo e eu não sou mais uma criança pra sair no tapa com ele.
E quem nos criou foi basicamente dois casais, meu pai (Luiz), minha mãe (Áurea), minha avó (Jurandi) e meu avô (Hermógenes).
Meu pai é tudo pra mim, admiro muito ele, faz o estilo conservador e paizão, faz tudo pra deixar a família feliz. Ele é bom e generoso, herdamos isso dele. Ele também adora fazer agente rir, se tá tocando uma musica ele começa a fazer alguma dança estranha pra gente rir ou conta alguma piada muito ruim, mas que agente rir só da cara de feliz que ele faz. Por causa dele eu tive uma infância feliz e educativa porque ele sempre fez todos nós assistirmos desenhos e programas infantis que ensinassem algo de bom. Sem falar nas vitaminas de beterraba com cenoura que ele fazia e agente adorava.
Minha mãe é meia louca (HEHEEH), ela é bem divertida e é um pouco o oposto do meu pai. Ela adora fazer compras e vive enchendo o saco pra mim sair e namorar por aí, alok. Ela ajuda bastante as pessoas, é do tipo que acha que sabe tudo e ela sempre é a certa (HEHEHE).
Minha avó é igual ao meu pai, muito generosa e faz tudo pela família, é bem daquelas avós que mimam todo mundo, fazem aquelas comidinhas que engordam toneladas e aqueles chás que aprenderam com a tataravó.
Meu avô já faleceu, mas ele era muito bom, era conservador, amava trabalhar e adorava fazer churrasco todo domingo pra juntar toda a família, não se importava com quanto ia gastar, desde que a família estivesse feliz, meu pai herdou essas qualidades dele.
Não lembro de momentos atoa em que estivemos todos juntos, lembro apenas de alguns fins de ano em que se juntava toda a família. E eu até postaria uma das fotos pra vocês, mas fica pra próxima porque não tenho nenhuma no PC.
Acho que família são aquelas pessoas que irritam pra karai, mas que no final das contas são nossos únicos amigos. E hoje, depois de viver quase 18 anos com pessoas tão diferentes, posso dizer que os amo mesmo, cada um de um jeito e cada vez mais. Nós somos uma família fora do comum, mas somos felizes assim. Não dá pra viver sem.

Foi isso, espero que tenham gostado. Beijos s2

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Maionese, ele me bate bate feito maionese (oito)

Título: Rihanna (: -nnnn

oooi cotolengos ;*

Desculpe a falta de posts, mas é que eu realmente ando sem inspiração e se for pra escrever coisas tensas, é melhor nem postar.
Hoje vou falar em tópicos, coisa que eu odeio fazer aqui, já que gosto de escrever um texto só, mas acontece, né.

1º Bombeiros:
Eu sei que eu já fiz um post sobre eles e tudo mais, mas gostaria de expressar minha total indignação quanto ao salário deles.
Pensem assim, bombeiros não são apenas os caras que apagam o fogo (E isso já seria uma coisa louvável), eles também são paramédicos (2,5 mil reais), psicólogos (1,474 reais), pilotos (5 mil reais) e principalmente super-heróis (Não tem preço -q). E aí quando os caras resolvem protestar e pedir R$ 2.000, os políticos se revoltam e prendem eles. Ah, vsf G_G.

2º  A morte da minha avó (Mãe da minha mãe, cujo meu relacionamento não era tão direto, mas tudo bem):
"Hey. Eu estou triste hoje, bem, na verdade eu não sei se estou triste mesmo ou se estou triste porque as pessoas esperam que eu esteja. Ontem eu derramei 3 lágrimas (Sim, eu as contei), mas eu não sei ao certo porque eu fiz isso. Talvez seja pelo mesmo motivo de todos os outros ou talvez seja por outro motivo qualquer que eu nem ao menos sei qual é. Aqui estou eu de novo pensando em qual roupa vestir. Mas existe mesmo uma roupa certa pra isso?" 08:30AM
...
"Oi, eu estava mesmo triste, mas ainda não sei o motivo. Afinal, quando eu fechei os olhos não consegui lembrar de nenhum momento feliz ou até mesmo triste, eu apenas não tenho lembranças. Mas por alguma razão, eu choro. Tranquei-me no banheiro e chorei, de alguma forma consegui sair dali sem que percebessem o quanto chorei. 'Pobre menina sem coração, perdeu a avó que nem teve'. E agora eu estou admitindo pra você que sou fraca e que mesmo não a amando tanto sinto muito, mas eu não ligo. Te confio minha fraqueza." /11:02 AM

3º Meu trabalho de inglês e sociologia:
Então, eu já infernizei a vida de todo mundo por causa desse trabalho, mas é uma coisa que eu amei fazer e gostaria que todos vissem e ficassem felizes tanto quanto eu.
The worst part of being young - Trabalho de Inglês e Sociologia [Part 01]
The best of being young - Trabalho de Inglês e Sociologia [Part 02]
Pra quem quer ver*-*
E quem quiser saber o nome das musicas usadas, as imagens e tudo mais é só me chamar no twitter (@abbatuamente), ou manda um e-mail (abbatuamente@gmail.com). Ou pergunta no forms ou no tumblr, seilá existem várias maneiras de me encontrar, escolha a melhor pra você (:


4º Eu nem entendi isso.
Recentemente eu tenho assistido algumas séries e muitos filmes e como já disse em outro post, lendo muito também, o fato é que não tenho tempo para grandes filosofias e isso me faz ter saudades da minha antiga escola. Uso mais o Tumblr e Twitter, porque posso portar pequenas filosofias e pensamentos rápidos, mas eles não me completam como aqui me completa, então acho que... seilá, esse tópico não tem conclusão, logo acho que ele é inútil, mas tudo bem, só pra dizer que não abandonei, apenas to sem tempo e sem inspiração pra postar aqui. Percebe-se pela qualidade deste post D; -q

Bem, é isso. O post foi chato, mas tudo bem, vocês superam e eu tento escrever algo que preste da próxima vez.

Beijos e inté ;B

sábado, 21 de maio de 2011

As pessoas são solitárias porque constroem muros ao invés de pontes.

Título: O pequeno príncipe 

oooi cotolengos *-*

Hoje é um dia muito feliz we. /em partes -q
Mas falando sério, hoje até que foi um dia bem feliz... Vou contar:
(E mais importante)Todos nós sobrevivemos ao 5º fim do mundo. Viva nós *-*-*
(E mais maior de grande -q) Hoje foi o dia da solidariedade na minha escola e como eu adooooro essas coisas, fui ajudar (Caminhei 13 QUADRAS, fikdik).
Chegando lá tinham 50 crianças e adolescentes carentes que a escola convidou pra passar o dia usufruindo do nosso espaço, ofereceram um café da manhã e um churrasco. Ajudei a organizar as coisas e na informática conheci o Denis... aaaah, o Denis G_G. Denis pra quem não sabe é uma criança de 7 anos que eu PENSEI que fosse fofa, mas que no final das contas era um psicopata -qn.
Lá estava eu entrando na informática quando vi aquele monte de pré-adolescente nos computadores (Em sua grande maioria procurando fotos do Luan Santana G_G). Cheguei, sorri, dei um simpático e ALTO bom dia, mas só alguns me responderam. Cheguei em um lugar, me apresentei e perguntei o nome da menina que estava usando um dos computadores ao lado, ela respondeu "Rebeca" e eu disse "Muito prazer", me coloquei a disposição dela e da colega do lado (Que nem me olhou na cara G_G). Eu e meus colegas resolvemos sair dali, porque todo mundo sabia mexer no computador. Demos umas voltas, ajudamos em mais algumas coisas e voltamos pra informática e lá estavam as crianças. Eu entrei e disse pros meus colegas "Cada um escolhe dois" -q Eu escolhi um, que valia por 30948230489234, sim... Era o Denis, ele era fofo a principio, mas quando tentei leva-lo no banheiro, ele se jogou da escada, ficou me puxando, e quando finalmente chegamos no banheiro masculino do pátio, pedi pro Gabe levar ele lá dentro e o menino disse "Eu tenho mão, não preciso de ajuda". Foi aí que eu comecei a me assustar, ele saiu do banheiro e tacou alguma coisa na roupa do Gabe, gritou com as minhas amigas (Annye e Morgana, que estavam junto), chamou o Gabe de "exibido" e gritou "EU NÃO QUERO MAIS NINGUÉM, SÓ QUERO ELA" e apontou pra mim (Neste momento eu queria me matar por não ter ficado dormindo em casa). Então lá fui eu com a minha super paciência, peguei ele pela mãe e fui com ele de volta pra informática, subindo as escadas, ele quase cometeu suicídio, e quando estávamos na segunda parte da escada, a Morgana me ligou... Ele gritou "Eu atendo" e ficou metendo a mão no meu bolso e eu gritando "serenamente" e me segurando pra não ser mal educada "NÃO, EU ATENDO" aí eu atendi e ele repetia o que eu falava e perguntou "É TEU NAMORADO?" e eu "Não, não é meu namorado querido, é minha amiga" (Imaginem isso em uma voz serena e SUPER calma, não sei como eu consigo). Enfim, larguei ele na informática, peguei a Alice e fomos todos pro campo e depois ficamos no pátio tirando fotos e descansando. Depois disso decidi que nunca terei filhos. Bem, apesar do Denis ter quase me matado, ainda assim gostei de ter ido ajudar, adooooro ajudar *-*
(E mais chato) Depois que saí da escola as 12:00hrs, caminhei até em casa (13 QUADRAS, só pra constar), comi duas miojos (Porque o almoço era algo que eu não gosto com peixe ou seilá o que é aquilo), me ajeitei, higienizei e saí as 13:00hrs de casa, caminhei até a escola (DE NOVO, 13 QUADRAS), cheguei lá 13:31, entrei em uma sala, sentei, cumprimentei meus amigos, pra que? PRA FAZER UMA OLIMPÍADA DE FÍSICA COM CONTEÚDO DE 3º ANO QUE EU NUNCA VI NA VIDA. Todo mundo chutou, fizeram macumba, minha mãe mandou, unidunitê... Acontece.

Depois de tudo isso, voltei pra casa (13 QUADRAS, AGAIN) e quando cheguei em casa, minha mãe mandou eu limpar meu quarto e a sala que estavam podres. Quando eu já estava em pedaços, chorei de raiva e pensei: Vou pro computador ser feliz.
Mas acabei chorando lendo algumas coisas que me deixaram triste e tals. -qq

Agora, não consigo achar que o dia foi triste, não sei porque, mas apesar de todas as merdas e coisas que deram errado, me sinto bem e estou feliz SIM *---*. Acho que esse foi um dos melhores.

Obrigada quem leu. Obrigada por me aguentarem. E desculpa se não correspondo as suas expectativas *-*

Ps.¹: Beijinhos pra Morgana, Annye, Cris, Alice, Mari, Benhe e até o Gabe (lixa*) Obrigada por fazerem parte own *-*
Ps.²: Beijinhos pra minha escola limds e todo mundo que esteve lá hoje (E sempre, amém) own *-*
Ps.³: Beijo pro Jonathan que tá de niver hoje e que to com saudades multiplas. E um super beijo pro Daniel Cotta, que eu amo muito muito muito e que também tá de niver hoje owwn *-*-*

/parei G_G

Inté, los quiero s2

domingo, 8 de maio de 2011

Let It Be Me

Título: Nome de uma musica do Ray LaMontagne, viciei nas musicas dele.. Fiquei ouvindo hoje o dia todo D;

Oi cotolengos...
Desculpa a falta de posts, mas é que eu ando sem tempo e ultimamente só tenho pensado em coisas tristes. E eu não gosto de escrever coisas tristes aqui.
Então pra não escrever nada triste, vou falar sobre livros que estão sendo o meu refugio nessas ultimas semanas.
Eu não sei se sou a favor de livros ou de tecnologia, por um lado acho bom ter um livro que eu possa pegar e ler em casa, por outro acho melhor livros virtuais, pois eles não derrubam árvores... Então acho que cheguei a um acordo: Não comprarei livros, apenas pegarei emprestado em uma biblioteca. Os livros de lá já estão feitos e se alguém pega-los não precisarão fazer outros.
Também leio contos virtualmente de pessoas anonimas. Um dia vou publicar um dos romances que escrevi... /sonho azul detected
Os livros que li esse ano foram:
Formaturas infernais - Não gostei, prefiro histórias sem vampiros e derivados.
Cidade dos ossos - Não gostei, prefiro histórias sem vampiros e derivados. [2]
Antes de morrer - Simplesmente maravilhoso, amo muito.
O caçador de pipas - Perfeito, chorei lendo, é realmente lindo *---*
O livreiro de Cabul - É mais um "documentário" do que um livro, mas as histórias são tão boas que pode ser lido como um romance.
Senhora - A linguagem é medieval, mas a história é boa.
A garota americana - Divertido e fantasioso, me ajudou a sonhar um pouco com dias melhores.
O peso do silêncio - Não terminei de ler, mas está nos meus projetos deste mês.
A garota americana: Quase pronta - Estou lendo esse, divertido e encantador.

Pretendo ler toda saga de Harry Potter e o Diário da Princesa, até as férias de julho, mas antes preciso arranjar tempo. A escola está arrancando meu couro D;

Enfim, peço desculpas mais uma vez, por esse não ser um post interessante e por escrever isso com vontade de chorar e deletar este blog.

Beijos queridos, espero estar melhor da próxima vez, s2

Ps: Feliz dia das mães, pra quem já é mãe. E também pra mamãe de vocês (:

sábado, 23 de abril de 2011

Se passar de quatro, a gente arrega -q

Título: Piadinha interna, sobre twitcam e numero de views, não pensem besteira u-u'

oooi cotolengos ;**
Hoje é um dia muito feliz *-*. Mentira nem é, mas vamos fingir que é we.
Bem, na semana passada eu resolvi pintar o meu quarto e essa experiencia foi muito interessante. Tudo bem, pode não ter sido tãããão interessante assim, mas pra mim foi mágico.
Por isso hoje darei algumas dicas pra vocês que querem pintar o quarto ou não:

Essas dicas foram baseadas em fatos reais, -q

1ª dica:
Nunca pegue um galão de tinta de 18 litros e despeje em um balde, isso é inutil e você não vai usar nem 1 litro de tinta.
2ª dica:
Proteja o chão com jornais e cartões, mas proteja TODO o quarto e não apenas o chão que está proximo a parede que você vai pintar, acidentes podem acontecer sabe, como por exemplo o pincel escapar da sua mão e cair no chão, sujando tudo, até seu guarda-roupas ;@
3ª dica:
Jamais, em hipótese alguma, pegue a cadeira do jogo de jantar para subir e pintar os lugares mais altos, porque você pode derramar tinta nela e a sua mãe vai fazer o maior discurso falando o quanto você foi irresponsável.
4ª dica:
Tome cuidade pra não pisar na tinta de meia e depois sair andando pela casa manchando todo piso escuro com tinta branca.
5ª dica:
Não deixe o pincel afundar na tinta, a não ser que ele tenha algum GPS no cabo, caso contrario você nunca mais vai recuperá-lo.
6ª dica:
Cuidado para não manchar o chão, se isso acontecer você terá que ficar 'limpando de quatro'.
7ª dica:
Nunca limpe o chão 'de quatro' se tiver pessoas por perto, o seu cofrinho pode aparecer e eles vão ficar te zoando --'
8ª dica:
A propósito, se você colocar um pano no rodo e esfregar o chão vai ser a mesma coisa que se você estivesse esfregando com a mão de quatro, logo você vê que ficou naquela posição constrangedora em vão. ;@'
9ª dica:
Não coloque uma roupa que você gosta pra pintar, porque você não vai mais gostar dela quando terminar o trabalho. D;
10ª dica:
Nunca afunde a mão na tinta, não é tão divertido quanto parece. E a propósito, se você sujar sua mão de tinta, jogue alcool e taque fogo, porque é quase impossivel limpar.
11ª dica:
Não durma no seu quarto depois que pintou tudo, o cheiro não passa rápido assim e você pode morrer. -q
12ª dica:
E não, a parede não vai ficar bonita se você não pintar reto. Não pense que quando o sol estiver se pondo você vai sentar e ficar olhando pra parede e ela vai estar linda mesmo que você tenha pintado em circulos em alguns lugares, horizontalmente em algumas partes e verticalmente em outras. NÃO! ELA NÃO VAI FICAR BONITA COMO A PAREDE QUE O JOSH HUTCHERSON PINTOU NO FILME 'PONTE PARA TERABITIA'. Caso você tenha pensado que ficaria >.<
13ª dica:
Pedir pra alguém pintar pra você parece mais sensato, mas não é tão divertido quanto pintar você mesmo e se der alguma merda, tudo bem... O quarto é seu e ninguém pode reclamar mesmo. OWNED!!!!!! -n

É isso pessoal, espero que tenham gostado das minhas dicas.

Beijos e inté ;B

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Por trás desse sorriso está doendo muito, ok?

 Titulo: Homer Simpson

oooooi cotolengos *O*

Eu estava com muita saudade de vocês, porém incapaz de escrever uma linha que não fosse depressiva and autobiografica. Não sei explicar porque estou me sentindo assim, deve ser mais um dos meus ataques de depressão... Enfim, vou escrever alguma coisa que não fale apenas de mim. Espero que ninguém durma. -q
Hoje o assunto é... Música de suspense... SERES HUMANOS. (Que me desculpem os animais, ET's e afins, mas hoje o post é para humanos u-u')
Você certamente é um ser humano, assim como eu sou (Tudo bem, você não precisa ser estranha como eu, não vamos generalizar) e isso é um fato, mas e quanto a nossa mente, nossos sentimentos, estamos mesmo sendo seres humanos? Ou apenas animais irracionais? (Sorry, animais.zinhos nada pessoal)
Recentemente um homem entrou em uma escola atirando em um monte de crianças... Isso é humano? Sinceramente, estou começando a achar que sim. São tantas tragédias que andam acontecendo que eu já não sei mais quem são meus "irmãos", não sei mais se as pessoas pensam nos outros ou se conhecem elas mesmas. Não sei.
Queria poder ligar a televisão e ver que tem pessoas se mobilizando pra ajudar alguém, mas só o que vejo são pessoas se juntando pra espancar alguém que julgam mal. Eu adoraria dizer que o planeta é azul, que a cidade é maravilhosa e que a paz é algo normal, mas só o que posso dizer é que essas palavras não existem na pratica, apenas em dicionários ou em livros de ficção.
Eu queria tanto mudar o mundo... Queria mesmo. Queria poder dar minha carne para alimentar as pessoas com fome; Queria poder levar agua pra todo mundo que tem sede; Queria poder abraçar todo mundo que está sozinho; Queria poder ficar na frente de cada pessoa no mundo e levar quantos tiros fosse pra salvar vidas inocentes; Queria poder segurar a mão de cada pessoa que estivesse a beira da morte e dizer "Você não está sozinha"; Queria poder pegar a dor de todo mundo e guardar em mim para que ninguém mais sofra por nada; Queria não ser estranha por querer tudo isso.
Então, pense e reflita, quem são esses seres humanos que matam seus próprios semelhantes?

Isso é tudo pessoal, espero que tenham gostado. Ok, isso não é um assunto a altura da paciência de vocês, eu sei, mas me dêem uma chance, estou sem inspiração e isso tudo anda me incomodando muito...

Beijos e até mais ;*

terça-feira, 29 de março de 2011

Bem, talvez não.

Título: We All Want to Be Young 
Gostei muito deste vídeo *O*

No meu teto tem 17 estrelas, elas estão a espera de mais uma. É cada vez mais difícil vê-las brilhando em meio a escuridão do meu quarto. Eu apenas não quero colocar a 18ª junto delas, eu nem quero ter mais uma. Queria voltar a ter 13 estrelas, eram poucas, porém bem vividas.
Existem tantas coisas que eu gostaria de viver, sentir, amar, odiar ou até mesmo esquecer. Houve tempos em que me faltavam abraços, palavras, pessoas. Houve tempos que me faltavam sonhos, pensamentos, planos. Houve tempos que me faltavam lágrimas, sorrisos, sentimentos.
Nenhum momento foi tão assustador quanto esse... Sinto medo, insegurança e uma paz tão grande que eu jamais ousaria medir. As lágrimas saem tão fácil quanto os sorrisos, os abraços são tão comuns quanto sonhar.
Tenho saudades de pessoas que nunca conheci. Tenho memórias do que não vivi. Sinto falta de não saber o que me falta. Então ser feliz é isso? Horas e horas de um nada gigante. É tão bom quanto é solitário. Eu estou no caminho, mas nunca chego.
Eu gostaria de ter apenas uma estrela. Uma estrela linda, brilhante, alegre e infinita. Ela não precisava ser enorme, mas grande o bastante pra suportar meus desejos, minhas vontades.
No meu teto tem uma MEIA LUA. Minha Estrela Infinitamente Alegre Leva-me ao Universo e Além. Nas paredes lembranças e marcas, não tem. Apenas promessas, de um futuro que não pertence a mais ninguém.

Inté ;B

sexta-feira, 18 de março de 2011

Nem meu cachorro comeria isso...

Título: Foi isso que uma menina disse depois de ver a foto de uma das coisas que mais gosto de comer (Clique aqui) Use a opção "abrir link em nova guia", para ver as fotos, fikdik

oooooooooi cotolengos we.
Hoje escreverei em tópicos, já que tenho vários assuntos sem nexo pra comentar. Senta que lá vem a história, rs.

Na terra do Dipsy:
(Explicação: Dipsy é o teletubbie verde e o post é sobre Florianópolis, quem nasce em SC é chamado de "barriga verde", logo uma coisa tem tudo a ver com a outra. Ok, nem tem, mas eu aprendi a fazer trocadilhos péssimos com meu pai, reclamem pra ele u-u')
Minha viagem não foi lá essas coisas, basicamente foi um tédio, eu até que tentei tirar fotos de coisas interessantes, mas nem rolou... O jeito foi tirar fotos de coisas idiotas e que ninguém liga, como por exemplo o antes e o depois de comidas (Clique aqui), chá que tomei (Clique aqui), café (Clique aqui) de um dos livros que li (Clique aqui) e de um delicioso bolo de maça que minha irmã fez (Clique aqui), tirando a parte da maçã o bolo estava ótimo -qqq.
A ida até lá foi tranquila (Tirando o fato de eu ter ido sozinha com meu irmão de 15 anos que não calou a boca em uma viagem de 18 horas, foi beeem tranquila mesmo), chegamos e ficamos esperando a Grasi (Minha irmã mais velha), ela demorou tipo, umas 2 horas pra ir nos buscar, mas tudo bem... Afinal, o que são duas horinhas sentada na rodoviária de Florianópolis cheia de gente que você nem sabe quem é? Naaadaaaa.
Fiquei lá dois meses mais ou menos e não tenho coisas emocionantes para contar, quem sabe outro dia eu divulgue o meu diário de bordo. (Clique aqui para ver meu vídeo denúncia)

Colégio Marista Sant'Ana:
Sim, sim e sim, eu mudei de escola... Pensei que eu fosse odiar trocar, afinal sempre amei minha antiga escola, maaaaaaas paguei a língua. Estou apaixonada pela escola e pela primeira vez na minha vida vejo que tudo está bem e que eu estou encontrando meu caminho. Lembram quando eu disse que 2011 prometia? Pois é, ele está cumprindo. Fiz novos amigos que eu adoraria citar os nomes, mas tenho medo de esquecer alguém. Minha amiga (Ádua limds), também foi pra lá e está tudo tão perfeito que chega a dar medo. Os professores são ótimos, a escola é ótima, as pessoas são ótimas, espero mesmo não me decepcionar nunca com eles... É, estou amando, rs.

Em breve dedicarei um post inteiro sobre minhas aventurinhas kk'

#prayforjapan
Não podia deixar de falar nisso. Acho que existem várias coisas erradas com o mundo e não são minhas palavras que farão mudar. O que eu posso fazer agora é rezar e pedir que 2011 pare de querer ser 2012.

Foi isso cotolengos limds, adoraria escrever muito mais, mas prefiro ir postando aos poucos para não cansá-los.
Beijos queridos s2s2

terça-feira, 8 de março de 2011

Toda minha esperança e expectativa... Eu achei meu destino?

Título: Iron Maiden - Dream of mirrors.
Escolhi este titulo, que diga-se de passagem não tem nada a ver com o post, porque é exatamente como estou me sentindo ultimamente, muitas novidades, duvidas e vontade viver. Falarei disso nos próximos posts ou não.

Oi cotolengos, hoje vim falar sobre algo que pra mim é um pouco confuso... O amor.
Ok, pra mim nem é tão confuso assim, mas é que eu realmente tenho pouca experiência com isso.
Sempre achei que o amor fosse uma besteira e que nem era tudo isso que falam, tipo, que você se sente bem, fica feliz, que você vai ao céu e volta quase que todo tempo, que é o sentimento mais puro e verdadeiro que já foi "inventado", que vive feliz pra sempre... E blábláblá. Uma grande merda, era o que eu sempre dizia. Isso até eu resolver interpretar melhor e/ou olhar as coisas por um outro lado.
Pegando a estrada da minha cidade (Uruguaiana - RS) até a casa da minha irmã mais velha (Florianópolis - SC), vi o amor tão de perto que fiquei a viagem inteira só observando aquela perfeição. Um casal que estava nos bancos ao meu lado (Aparentavam ter entre 45 e 50 anos), fez com que eu visse que o amor verdadeiro existe, eles não davam grandes beijos ou se chamavam de xuxuzinho, passaram quase que toda a viagem quietos ou falando baixinho, o que fez eu perceber o quanto se amavam, o silêncio, a forma com que se olhavam, o fato deles terem ficado o tempo todo de mãos dadas, os sorrisos quando observavam um ao outro. Houve uma hora que a corrente que ela usava caiu, ele pegou, colocou nela (Como nos filmes românticos), ela sorriu e ele deu um selinho nela a fazendo corar. Achei tudo aquilo tão fantástico. A julgar pela aliança um tanto desbotada, eles deviam estar casados a bastante tempo e mesmo assim pareciam um casal de adolescentes descobrindo o amor.
O que eu acho do amor hoje em dia?
Acho que é aquele sentimento que te abre os olhos, ao contrario do que todos dizem o amor não é cego, mas a paixão é, ela pinta um ser perfeito e então quando desapaixona vê que a perfeição não existe. E quando a paixão vira amor,  você vê que a pessoa que era tão especial vira mais um item da sua rotina; que aquela pessoa que você tanto gosta te irrita profundamente quando não te deixa assistir TV ou deixa algo jogado pela casa; que as vezes você quer muito ficar sozinho, mas aquela pessoa não deixa; que as vezes ela quebra coisas suas, tem crise de ciumes e quer morar dentro de você como um bebe faz com a mãe. E o que você faz? Adora isso, porque mesmo a pessoa sendo ciumenta, bagunceira, desajeitada ou tendo qualquer outro defeito, você a ama e nada jamais vai substituir os momentos especiais.
O amor é isso, saber que a pessoa tem defeitos e mesmo assim amá-la.

Talvez esse post não tenha feito muito sentido, mas se você é um leitor fiel a este blog (O que eu duvido muito) deve saber que o que eu escrevo quase nunca faz sentido, ainda mais quando o assunto é algo tão inexplicável.


P.S.¹: Estou com pressa por isso o post ficou chato, maaas prometo postar coisas interessantes que preparei enquanto estava viajando, até quinta ou sexta, postarei tudinho.
P.S.²: Feliz dia da mulher pra quem é mulher ou sente que é uma *O*. 

P.S.³: Beijinhos especiais pro Matheus. Hoje fazem exatamente 2 anos que nós nos conhecemos e apesar da distancia o considero um irmão de verdade s2

Beijos e inté ;*

domingo, 9 de janeiro de 2011

Sem musica, a vida seria um erro.

Título by Friedrich Nietzsche.

Olá cotolengos ;*


Hoje não tenho um assunto específico, então apenas falarei de coisas aleatórias.


2011
OMG, nunca estive tão esperançosa para um ano, quanto estou pra esse. Não sei dizer o que é, se é o ar, o novo, ou seilá; Apenas sinto que esse ano será especial.


Dormir.Faz tempo que não sei o que é isso. Minha pele tá horrível, minhas olheiras estão enormes e o sono não vem de jeito nenhum. Eu posso ter dormido apenas 3 horas em uma noite, que na seguinte não conseguirei dormir... Isso está bem estranho. Só consigo dormir das 9:00AM até as 12:00hrs. Me sinto exausta. Que inferno.


Eminem.
Tãnãn, já falei dele no post anterior, mas o que posso fazer se ele veio aleatoriamente na minha lembrança? Ignorar não é uma opção.


P!nk
Own, eu simplesmente amo essa mulher -q
Fico olhando os clips dela e de outros artistas que gosto todos os dias antes de dormir.


Tiete
Admito que sou as vezes talvez mais do que as vezes kkk' Não gosto dessa palavra. Ela me lembra coisa velha e gíria idosa. -q


GLS
Talvez vocês não saibam mas eu tenho vários amigos e amigas que são gays. Já fiz alguns protestos tímidos e educados talvez nem tanto  na escola contra professoras que se mostraram homofóbicas. Acho que as pessoas deviam respeitar a escolha dos outros e começar a olhar para si próprio antes de sair batendo em pessoas inocentes cujo o único erro que cometeram foi escolher amar e ser feliz. Somos todos iguais braços dados ou não ( ♪ )

Somos todos iguais braços dados ou não ( ♪ )
Adoro essa frase, adoro essa música e sempre que posso cito ela nos meus posts. Define bem o que penso, mas não generalize, todo ser humano é único e a frase quer dizer que você pode seguir o caminho que quiser, mas no final das contas será sempre um ser humano.

Livro: Antes de Morrer  da Jenny Downham.
Estou fascinada com esse livro, comecei a ler dois dias atrás e estou chegando no fim. Simplesmente lindo. Indico mil.


Primeiro post do ano.
Tá muito inútil man kk'; Queria que fosse algo especial, mas devido a minha falta de sono, tenho tido alucinações e não tenho pensado muito bem.


Adeus a Vandinha Addams Gallagher
Essa semana eu disse adeus a minha vida virtual. Eu atendia por esse nome e muitos outros apelidos. Não é um adeus definitivo, mas creio que em breve eu esteja pronta pra largar meus amigos virtuais e seguir minha vida. Eu realmente não quero isso, mas isso já foi longe demais e sinceramente não me faz bem entrar lá e ver como tudo mudou e se tornou superficial. Nem era pra entender u-u'

Gossip Girl
Comecei a olhar desde o inicio e não canso, adoro essa série assim como adoro Supernatural e outras que assisto na TV a cabo.


C-Ya
Nessa semana vou viajar pra Floripa, matar as saudades das minhas irmãs e da minha vózinha. Eu e meu irmão de 15 anos viajaremos sozinhos pela primeira vez e pela primeira vez estou feliz de ir pra lá. Tenho bons pressentimentos sobre a minha essa viagem, creio que será melhor do que da outra vez. E como diria a Hucka.. Floripa, baby!


É isso... Esse é meu ultimo post antes de ir viajar que lixo. Vou postar fotos e novidades da minha viagem que não interessa vocês nem um pouco  assim que eu achar algo que valha a pena compartilhar com vocês.
Beijos e boas férias *-*