quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

I Hate Everyone...Starting with Me

Título: Livro de uma fashionista que eu adoro, porém o post não faz nenhuma menção a isso ou talvez faça, ainda não sei porque ainda não o escrevi, mas que conste nos autos que não é minha intenção mencionar nada a respeito disso, qualquer menção não passa de uma mera coincidência.

Olá, queridos!
Eu adoraria fugir de todo esse "chisme" de fim do mundo, mas não posso deixar isso de lado quando todas as redes sociais que eu frequento estão falando da mesma coisa. Pois então, eu poderia falar da minha viagem a Santa Maria para fazer vestibular ou então da gincana da escola ou quem sabe do meu TCC ou melhor, da minha tão esperada formatura do Ensino Médio, mas nada disso é tão interessante, na verdade foi interessante, mas não será para vocês e quem sabe um dia, se a teoria estiver errada, eu consiga contar-lhes algo a respeito disso.
Mas e de que exatamente eu vim escrever hoje? Não sei. Só senti uma vontade louca de me despedir. Eu não acredito que o mundo vá acabar mesmo amanhã, mas e se acabar? O que eu terei dito pra vocês antes disso? De que forma eu teria retribuído todo prazer que vocês me deram em escrever? Acho que escrevendo é a melhor forma de dizer meu "obrigado" ou talvez seja a pior considerando que eu não sei o que escrever e mesmo quando eu sei não sai boa coisa, rs.
Bom, atualmente eu estou em uma teia de sentimentos e enrolada em um milhão de dúvidas. Eu adoraria me abrir com vocês e contar tudo que está aqui dentro do meu coração gritando para sair e fazer o maior estrago na vida de todo mundo, mas eu não posso. Eu não sou mais a mesma, eu não consigo mais vir aqui e colocar tudo o que eu penso em palavras, eu tenho medo das consequências, de quantas pessoas se machucariam ao ler a verdade aqui. Às vezes eu gostaria de voltar a 2007, quando eu escrevia o que vinha a minha cabeça, sem me importar que alguém fosse ler porque afinal, apenas pessoas que eu não conheço pessoalmente leriam e essas pessoas, no caso vocês, eram os meus melhores amigos, eram aqueles que sabiam tudo sobre mim, não pelos outros, não por boatos, mas por mim e porque EU sentia vontade de dividir com vocês. Hoje, quando todos estiverem tuitando um adeus no twitter, mesmo que por brincadeira, eu estarei certamente dormindo, pois aqueles que merecem receber um "adeus" da minha pessoa, são vocês. Os outros, são os outros. E se há alguém além de vocês que merece ser lembrado, tenham certeza de que já foi devidamente agradecido. E àqueles a qual eu não lembrei não merecem ser agradecidos, pois se fossem realmente importantes eu teria lembrado, assim como lembrei de vocês e de outros.
Como já disse, não acredito que o mundo vá acabar amanhã, mas de qualquer forma, deixo aqui meu obrigado!
E para finalizar, gostaria de pedir algo: Se o mundo sobreviver ao 21.12.12, por favor, não olhe para trás e faça do dia 22.12.12 o seu primeiro dia de vida. Viva por outra perspectiva, mude se for preciso, seja mais feliz e acima de tudo, ame.

Com amor, Fernanda.

Nenhum comentário: