terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

As pessoas são tão boas quanto o mundo as deixa ser.

Título: Batman

Olá cotolengos limds and seduzemts.

Resolvi vir aqui feliz pois nos últimos tempos houveram muitas lágrimas ao meu redor, muitas frases e textos bonitos falando de jovens que morreram cedo demais. Eu escrevi algo sobre isso, escrevi em nome de todas aquelas pessoas que morreram na boate em Santa Maria e por todas as famílias que sofreram com isso, porém ao invés de publicar aqui, eu acabei de deletar todas aquelas palavras recheadas de revolta, tradicionalismo, orgulho e tristeza, resolvi esperar para postar aqui, resolvi esperar porque não queria descarregar mais infelicidade em cima de vocês e também não queria deixar meu blog mais uma vez em clima de dor e despedida. E é por isso, que eu resolvi vir aqui feliz.
Eu, Fernanda, poderia escrever sobre o quão solitária podem ser as férias ou o quão triste eu tenho estado nos últimos dias. Eu poderia conversar com vocês sobre meus sonhos perturbadores ou sobre as histórias tristes que eu vejo na televisão. Eu poderia comentar a vergonha da nossa política atual ou o salário vergonhoso dos bombeiros. Eu poderia falar sobre o Tobby, cachorro puro osso e cheio de sarna que foi deixado para morrer em lugar nenhum e que foi adotado pela minha irmã ou apenas mostrar minha indignação com as piadas que li sobre os gaúchos nas últimas semanas. Mas eu não vou, não vou porque hoje eu vim aqui feliz. Não vou porque eu escolhi ignorar tudo e todos, resolvi ser egoísta hoje. Resolvi que se alguém chegar chorando me pedindo ajuda ou se alguém me contar que eu fui traída por minhas amizades, eu vou rir. Decidi que nada vai me fazer triste hoje, nem se uma criança morrer de fome na Etiópia e o jornal noticiar isso, não, eu não vou chorar, não outra vez. Eu poderia, apenas hoje, revelar quem eu xingo usando a palavra "vocês", quem eu gostaria de atingir com isso, mas eu não vou. Estou certa de que se o mundo estivesse acabando e apenas a minha compaixão pudesse parar o processo, eu não o faria. Porque hoje eu resolvi vir aqui feliz.
Amanhã, ou depois eu posso voltar a me importar, voltar a ajudar, voltar a me revoltar, eu posso voltar a ser feliz e voltar aqui triste, de novo e de novo. Pode ser que pra vocês não faça sentido o que eu estou escrevendo, mas todas as vezes que eu vejo alguém com problema, eu esqueço de mim, eu sugo toda a dor de todo mundo e junto com a minha e isso dói muito. E eu precisei levar um tapa na cara de "vocês", precisei ser derrubada outra vez para perceber isso. Bom, mas por que nós caímos? Para aprendermos a levantar.  Então, se vocês não entendem meu ponto de vista, sinto muito, mas eu não vou explicar mais, porque hoje eu não estou me importando, hoje eu resolvi vir aqui feliz.

Nenhum comentário: