terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Here we go again.

Oi gente!
Hoje é o ultimo dia do ano e eu não podia deixar de fazer o clássico post de retrospectiva. Este ano resolvi fazer diferente, ao envés de escrever por tópicos, meses, conquistas, derrotas entre outras coisas, resolvi fazer um texto só que resuma todos os meus sentimentos.

2013
Neste ano que passou eu fiquei muito entediada e por meses desejei que as aulas começassem e acabassem comigo. Eu queria contas, eu queria muita química, física e biologia, estava sedenta por conhecimento e a adrenalina que corre pelo corpo em época de prova, trabalho, conteúdo novo. E a faculdade realmente fez isso comigo, tirou meu couro, rs.
Eu me afastei dos meus amigos um pouco, não por não querer eles por perto, mas por necessidade de tempo pra mim, tempo para novas amizades. Eu precisei de muito tempo e eu não tive quase nada. Eu senti falta de tanta gente, de tantos abraços, de tudo e de todos.
Eu fiz 20 anos e eu me sinto com 100. Minha cabeça está velha, sem paciência e sensível. Eu chorei demais, mas mais do que isso, eu ri demais, eu sorri feito uma boba, eu fui feita de boba, eu gritei, eu bebi (até demais), eu li, eu escrevi pouco, mas quando necessário, eu olhei mil filmes, eu falei demais e me calei por muitas vezes, eu tive vergonha e fui extrovertida, eu dancei ao som de musicas loucas e quando não havia nenhum som por perto. Nesse ano eu dancei. E como dancei.
Eu, eu e eu, nesse ano eu me amei. De verdade e de todas as formas. Eu aprendi a amar cada pedaço de mim e aprendi a me entender. Eu me perdoei, eu me quis e eu tive a mim, e somente a mim, grande parte do tempo.
O ano inteiro foi maravilhoso, mas termina de forma duvidosa, com noites e manhãs chorosas. Está acabando não do jeito que eu queria, mas do jeito que dá. 2013 começou e eu adorava vírgulas e reticências, hoje eu desejo mais pontos, sejam eles de exclamação, interrogação ou o tão temido, porém necessário, ponto final.
Meus votos para 2014 foram feitos nessa madrugada, confesso que é uma lista grande e que muitos dos itens da lista estiveram em outros anos em outras listas, mas os fracassos passados não são desculpa para deixar estes desejos de lado, muito pelo contrário, eu tenho o sentimento e convicção de que "Este ano vai dar certo!", "Este ano vai ser diferente!", "2014 vai (ou, tem que) ser melhor!".
E pra vocês, pessoas que me leem desde os primórdios deste blog, só tenho a agradecer pelo carinho, amizade e compreensão. Desejo-lhes um ano repleto de sonhos realizados, amores correspondidos, amizades verdadeiras e sorrisos espontâneos. Obrigada!

Feliz 2014!

XX, abbatuamente.

Um comentário:

Anônimo disse...

Feliz ano novo, fefe. :')