segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Te perder

Era uma quinta-feira normal no início de outubro deste ano. Eu havia ido a escola de manhã, saído 10:30 am como toda quinta-feira, cheguei em casa almocei, troquei de roupa, peguei meu mp3 e fui para o curso.
No caminho, como sempre fazia, liguei o mp3 e comecei a ouvir música(Óbvio).
Quando cheguei na rua Andradas, uma das mais movimentadas de Uruguaiana, percebi uma movimentação de pessoas fora do normal, quando me aproximei da esquina, vi um rapaz, de mais ou menos 22 anos, deitado no chão, uma moto jogada no acostamento do outro lado da rua, uma mulher, muito bem vestida, falando com um policial, apontando para um grande amassado em seu carro e um carro de bombeiros estacionado.
Sim, aquilo era um acidente.
Sempre quando eu via acidentes na TV, eu achava normal, mas ali vendo o cara morto no chão, me dei conta de que era uma vida interrompida.
Comecei a me perguntar: "E a familia dele?", "Será que ele tinha algum filho?", "Será que ele é culpado ou apenas a vítima fatal desse acidente?"
Quando finalmente cheguei na esquina, eu estava ouvindo "One Republic - Stop and Stare", foi quando senti um arrepio, e uma presença. Olhei para os lados mas não havia ninguém. Comecei a ficar assustada e então apressei o passo. A rua parecia infinita, parecia que eu nunca chegava ao outro lado.
Quando cheguei do outro lado, olhei pra trás, e lá estava o rapaz no chão, não sei porque, mas comecei a chorar. Amedida que eu andava aquela presença ficava mais forte e fraca ao mesmo tempo. Era como se estivesse perdendo alguém muito importante pra mim, mas que esse alguém estava comigo.
Você certamente deve estar me achando muito louca, mas isso realmente me tocou.
Por isso resolvi fazer um poema, é a forma mais fácil de expressar os meus sentimentos.
Vou me despedindo!

Deixo pra vocês o poema, Beijos e até o próximo post!




Te Perder


Sua voz nem pude ouvir...
Seu último suspiro nem pude sentir.
Seu olhar não pude entender.
Você estava tão fraco e frágil...
Eu mal pude te ver.

Uma angustia tomou conta de mim.
Me fazendo chorar.
Aquele era seu fim...
Eu não pude aguentar.

Eu não queria que você fosse agora...
Eu apenas não pude ajudar.
Meu coração tentou me fazer voltar...
Mas eu não suportei e fui embora.

Enquanto a música tomava conta do meu corpo...
A morte tomava conta do seu.

Eles queriam te levar...
E eu não pude fazer nada.
Sua imagem ficou na minha memória...
Como se fizesse parte de mim.

Como eu queria poder retribuir seu abraço.
Como eu queria poder dizer:
Pare, por favor, volte, seja forte.
Mas isso não adianta nada...
Pois você, simplesmente não está mais aqui.

Você não precisa saber quem eu sou...
Só precisa saber, que alguém aqui, se emportou.


By Fernanda Lima

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Simple Plan!

Fiquei um bom tempo decidindo sobre o que postar aqui. Decidi então falar de uma coisa que eu entendo muito bem: SIMPLE PLAN!







Pra quem não conhece (Dã, todo mundo conhece!), SIMPLE PLAN é uma banda de punk rock, que surgiu no Canadá! É formada por cinco homens (E que homens!): Pierre: Vocal, David: Baixo e vocal, Seb: Guitarra e vocal, Jeff: Guitarra e Chuck: Bateria.
Eles já lançaram 3 albuns, 4 cds e 1 dvd!
Tem uma legião de fãs, que os seguem pra todo lado, ou seja, eles são tudo pra mim!
Minha música preferida é Crazy! A tradução é simplismente tudo a ver comigo!
Agora acho que vou indo!

Deixo ai pra vocês curtirem: A tradução de Crazy e o link do clip!


Beijos e até a próxima!


By Fernanda Lima



Link: SIMPLE PLAN - Crazy


http://br.youtube.com/watch?v=wp7ir1UpJNQ


Crazy (tradução)
Simple Plan
Composição: Pierre / David


Loucos

Me diga o que há de errado com a sociedade
Quando em todos lugares que eu olho eu vejo
Garotas morrendo para estar na TV
Elas não pararão até
Terem alcançado seus sonhos

Pílulas para emagrecer, cirurgias
Fotos editadas para as revistas
Dizendo a elas como elas devem ser
Isso não faz sentido para mim

Todos estão ficando loucos?
Alguém pode me salvar?
Alguém pode me dizer o que está acontecendo?
Me diga o que está acontecendo
Se você abrir seus olhos
Você verá que alguma coisa está errada

Eu acho que as coisas não são como costumavam ser
Não há mais famílias normais
Os pais agem como inimigos
Fazendo as crianças se sentirem como se fosse a 3ª guerra mundial

Ninguém se preocupa, ninguém está aqui
Eu acho que todos nós somos muito condenados ao trabalho
Dinheiro é a nossa prioridade
Isso não faz sentido pra mim

Todos estão ficando loucos?
Alguém pode me salvar?
Alguém pode me dizer o que está acontecendo?
Me diga o que está acontecendo
Se você abrir seus olhos você verá que
Alguma coisa está errada

Todos estão ficando loucos?
Todos estão ficando loucos?

Me diga o que há de errado com a sociedade
Quando em todos lugares que eu olho eu vejo
Garotos ricos dirigindo grandes carros
Enquanto crianças estão passando fome nas ruas
Ninguém se preocupa
Ninguém gosta de dividir
Eu acho a vida injusta

Todos estão ficando loucos?
Alguém pode me salvar?
Alguém pode me dizer o que está acontecendo?
Me diga o que está acontecendo
Se você abrir seus olhos
Você verá que alguma coisa
Alguma coisa está errada

Todos estão ficando loucos?
Alguém pode me dizer o que está acontecendo?
Me diga o que está acontecendo
Se você abrir os seus olhos você verá que
Alguma coisa está errada.