quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

365 dias dedicados a vocês.

Oi, cotolengos *-*
Bem, com 2011 batendo a porta, sempre tem aquele momento em que lembramos tudo o que aconteceu no ano, certo?! Até quem diz que isso é besteira em algum momento pensa no que viveu durante o ano. Alguns com saudade outros com revolta e é assim que a vida vai pra frente. Acho que isso é importante pra “enterrar o morto” e receber 2011 de braços abertos. *-* . Antes que eu perca o objetivo do post, vou começar com a minha lista de “Melhores do ano”. 
A ordem dos termos não altera o produto u-u’

Katy Perry.
Sem duvida alguma, esse foi um ano muito bom pra ela, tanto na carreira quanto na vida pessoal. Ela amadureceu musicalmente e merece muitos créditos pelo seu ultimo álbum. Onde eu vou, escuto uma musica dela e pessoas a elogiando. Katy, está realmente em seu auge.
Parabéns pra diva

Eminem.
Preciso dizer algo? Quem anda ligado no mundo musical sabe por que ele está nesta lista, seu ultimo álbum foi um sucesso. Ele está realmente mudado, suas musicas estão voltadas para sua vida pessoal e não alfinetam artistas. Mr. Mathers está em ótima forma e desfrutando de uma de suas melhores fases. O admiro muito e já chorei lendo as traduções de suas musicas novas. Ele transformou um péssimo capitulo, no melhor de todos.
Parabéns pro Slim

Johnny Depp
Ok, ele sempre está nessas listinhas, rs. Bem, o coloquei aqui porque nunca dei muita importância pra história de “Alice no país das maravilhas” (Exceto quando estava na 1ª série e lia o livro todo santo dia) até vê-lo no papel do Chapeleiro maluco. Qualquer pessoa poderia ter feito o personagem parecer engraçado e maluco, mas ninguém conseguiria fazer como Depp fez. Eu confesso que chorei em 3 partes do filme e por um único motivo: O olhar do chapeleiro. O mesmo olhar que me faz amar todos os filmes que o Johnny participa.
Parabéns pro Depp e seu olhar

Misha Collins
Ok, eu sou suspeita pra falar dele (assim como sou suspeita pra falar dos 3 acima).
Bem, pra quem não sabe ele interpreta o anjo Castiel da série de sucesso Supernatural. Em uma série que tem caras com Jensen e Jared, não dá pra se destacar muito, mas ele conseguiu e seu “auge” na série, foi a 6ª temporada que estreou esse ano. Ele interpreta muito bem, transformou um personagem normal em um dos três melhores (E olha que eu sou bem critica), ele só tem a acrescentar na série, quem o escolheu pro papel escolheu bem. E pra completar, ele também é um anjo na vida real, tem uma fundação que ajuda muita gente em todo o mundo, é extremamente divertido e muito solidário.
Parabéns pro anjo

Lady Gaga e Justin Bieber
Não gosto muito deles, mas se eu fizesse uma lista de melhores do ano sem eles, seria uma lista bem fail. Enfim, os dois deram muito o que falar este ano, conquistaram um grande publico, arrastaram multidões por onde passaram e venderam muito. Os dois tem talento devo admitir. Parabéns aos dois (:

Brasil.
É óbvio que eu não poderia deixar de fora o país mais falado do ano. A quantidade de artistas que vieram ao Brasil esse ano, foi enorme... E todos que passaram por aqui só tinham elogios (Vamos esquecer o mal entendido do macaco) para descrever nosso país. Eu sou muito apaixonada pelo Brasil e adoro ver ele fazendo sucesso lá fora.
Parabéns pra nós

SBT e Globo.
As duas emissoras se superaram. Confesso que não sou fã de TV aberta, mas o pouco que assisto posso dizer o quanto as duas cresceram nesse ano. SBT ganhou muitos pontos com os jovens levando vlogueiros pro TeleTom. A globo acertou em cheio fazendo o criança esperança em forma de musical, foi lindo. Raul Gil é algo que eu assisto e gosto, eu conheço muita gente que adora também. Caldeirão tem um grande publico e super fiel.
Parabéns as duas

Vlog.
O fenômeno de 2010. Gosto muito. Tem muita gente legal expressando suas opiniões por aí e isso é ótimo. PC Siqueira e Ana de Cesaro. Gosto muito dos vlogs deles. E também tem o Felipe Neto, não assisto os videos dele, mas ele já foi premiado e tals.
Parabéns pra eles

Ivete Sangalo
Cara, ela conseguiu encher uma “casa” super famosa e disputada fora do Brasil. Esse ano foi todo dela, merece super créditos. Não escuto as musicas dela, mas sei dar valor as coisas que merecem, e ela está aqui por mérito próprio.
Parabéns pra ela. (:

Deus.
Como sempre é o melhor. Não sou do tipo que reza toda noite, mas sempre que o faço sinto-me melhor. Alguns acreditam outros não, é a vida. Ele nos deu direito de escolha. Não tenho religião específica, fui batizada na católica, fui obrigada e freqüentar a evangélica por um tempo e hoje acredito apenas em Deus.
Parabéns pra Ele

Bonus: Disney, Africa do Sul, Internet, Hebe, Filmes brasileiros, Michael Jackson (Quem diria *-*), Séries da CW e Fox. Parabéns

Enfim, todas essas coisas e pessoas a meu ver se destacaram neste ano e merecem ser chamadas de “melhores” cada dia dele.

Parabéns também aos que tentaram ou aos que não lembrei e sabem que são os melhores, tipo você, rs.

Beijos, boas festas e até o ano que vêm *---*

domingo, 19 de dezembro de 2010

So why do I try? I know I'm gonna fall down ( ♪ )

Título: Down - Jason Walker (Clique aqui para ouvir, ler a letra e tradução). É linda, recomendo, mil.

ooooi, cotolengos ;*
Estava com saudades imensas de postar aqui. Bem, certamente vocês nem sentiram minha falta, já que eu nunca escrevi coisas com muito sentido aqui.
Enfim, hoje vou postar um texto de retrospectiva da minha vida fake.. Vocês vegetarão até a morte nele (até porque foi escrito para o pessoal do fake), mas espero que gostem.

Se eu pudesse voltar no tempo...
Eu criaria um fake, mas não o usaria. Eu observaria todos e veria como é estar em um mundo falso. Eu seria um personagem e adicionaria vídeos que não gosto no perfil, para manter a autenticidade. Eu teria apenas uma amiga que goste de Simple Plan. Eu entraria em uma comunidade diferente da maioria e me apaixonaria por ela. Eu dormiria apenas 3 horas por dia, pra poder ficar mais tempo conversando com as pessoas de lá. Eu printaria cada tópico que fizessem em minha homenagem, cada post engraçado e cada confissão que eu e meus amigos fizéssemos num certo confessionário. Eu ficaria a madrugada toda lá e teria o apelido de “Rainha da madrugada”, eu também passaria o dia. Eu conheceria um menino muito meigo e o transformaria em um amigo de verdade, eu choraria muito por causa da namorada ciumenta dele e ele me surpreenderia não me abandonando (). Mais tarde eu conheceria outro menino, alguém com quem eu pudesse contar pro resto da vida, alguém que eu levaria pro off e xingaria muito se ele não se cuidasse direito, esse menino seria meu melhor amigo. Nós teríamos muita coisa em comum e o ajudaria e vise versa. Eu o amaria muito e sentiria o amor dele de volta ().
Eu me sentiria a pessoa mais excluída do mundo em off e a mais amada em on.
Eu conheceria quatro playssons fdp, faria de três deles meus irmãos e o quarto.. Bem, esse seria meu primeiro amor, o cara perfeito (Ou quase perfeito). Eu sumiria, viveria minha vida off e depois voltaria quando quase ninguém do meu tempo estivesse lá. Eu faria novos amigos e seria convidada para uma família. Mas não seria qualquer família, seria a melhor de todas, nós seriamos unidos, teríamos problemas, mas de qualquer forma continuaríamos juntos. Perderíamos pessoas, passaríamos por dificuldades, mas agüentaríamos firme, como sempre fizemos. Eu xingaria os membros novos para que eles soubessem que não é fácil estar lá e que eles passarão por dificuldades, mas tem que agüentar assim como os membros antigos fariam. Eu os amaria acima de tudo ().
Eu deletaria meu perfil fake e viveria em off, mas voltaria antes de começar a enlouquecer.
Eu conquistaria amizades em entrevistas doidas e faria daquele lugar o meu único motivo de sorrir, em meio a uma crise fake.
Eu desistiria da primeira comunidade que freqüentei, eu passaria a freqüentar outra, essa comunidade teria jogos e coisas legais pra fazer, mas não seria a mesma coisa. Eu me divertiria na nova comunidade, mas acabaria voltando aos poucos a velha.
Eu perderia contato com vários amigos e ficaria lembrando o passado com muita saudade.
Eu chamaria amigos offs pro fake e faria alguns mudar o rumo. rs
Eu me surpreenderia ao saber que eu era considerada “foda” ou “POP” por muitas pessoas que eu nem sabia que me conheciam ou por algumas pessoas que eu julgava desta forma. Eu riria disso, mas no fundo me sentira feliz.
Dois dos meus irmãos sumiriam, meu 1º amor deletaria, e eu me apaixonaria por um menino e uma menina (Ao mesmo tempo, rs). Nós três namoraríamos e depois o menino iria embora. Eu continuaria com a menina, ficaríamos juntas por bastante tempo e eu ainda a amaria depois que tudo tivesse fim.
O meu terceiro irmão esqueceria a minha existência e eu o esqueceria mesmo lembrando (Pense melhor e entenda u-u’).
Eu faria mais amigos em chats e iria para as perolas de comunidades sem querer ou sem nem entender o porquê, rs.
Eu reencontraria amigos antigos e perderia a amizade de alguns. Eu ficaria com medo e triste por ver as pessoas mudando e ficando arrogantes. Eu choraria por várias coisas, e me magoaria por acreditar em pessoas falsas. Eu cansaria e jogaria tudo pro alto, viveria minha vida com um dia de cada vez. Eu teria vida on e vida off.
As pessoas esqueceriam meu aniversário de 17 anos e eu deixaria de acreditar nelas.
Eu perderia muitas coisas e ganharia poucas, mas mesmo assim não deixaria de viver o sonho de uma vida sem preocupações (Bem, na teoria, é claro). Eu ficaria solteira 4everment e daria valor pras poucas amizades que ainda teria.
Eu sorriria sempre, mesmo que doesse muito.
Eu choraria com coisas fofas e coisas tristes. Eu riria muito e deixaria as diferenças de lado pra rir com desconhecidos em chats.
Eu aprenderia a amar e a ser amada. Eu aprenderia a ter sentimentos, mas não a descrevê-los ou rotulá-los. Eu teria meu próprio estilo e seria estranha assim como sou em off.
E quando chegasse o primeiro dia do resto de minha vida fake, eu escreveria um texto lembrando resumidamente dois anos virtuais incríveis. E no final das contas, se eu pudesse realmente voltar no tempo, eu faria tudo de novo (:

Beijos e até o próximo post ;*