quinta-feira, 10 de novembro de 2011

E o pintu ♪

Título: Uma das musicas que meus colegas dançaram na apresentação, kk'

Então, eu estava bem ausente por causa de uma apresentação que as turmas lá da escola fariam para todas familias e tal. Minha turma como é super desunida brigou a semana passada toda, tipo marcaram um ensaio no FERIADO lá na puta que pariu num calor de 36ºC e eu fui e adivinhem?! de 27 alunos só fui eu e mais 4 --'
Tudo bem, eu superei, aí marcaram ensaios na escola na quinta e na sexta, tudo bem, lá fui eu no sol escaldante de novo, caminhando 13 quadras e voltando mais 13 depois de um ensaio cheio de brigas e nenhuma organização. Foi quando chegou a segunda feira e nós não tinhamos NADA, marcaram outro ensaio e eu fui com esperança, e não deu em NADA de novo, nem no ensaio da tarde e nem no da noite, ou seja: CAMINHEI ATOA VÁRIOS KM POR DIA. Cheguei em casa e chorei tanto de raiva, eu estava exausta, mesmo.
Na terça de manhã falamos pro professor Ricardo que íamos desistir porque a apresentação seria na quarta e nem tinhamos nada, aí o professor deu palavras de incentivo (Tipo, VALE UM PONTO EM CADA MATÉRIA) e resolvemos fazer valer, marcamos outro ensaio, só que dessa vez na firma do pai da Ariane onde ela disse que tinha muito espaço. Só que o pessoal meio que se empolgou e ficou falando da apresentação durante a aula do professor Minuzzi de matemática, ele se irritou e acabou saindo da aula, foi uma pena porque por incrível que pareça, EU gosto de prestar atenção nas aulas.
A tarde fomos lá  na Ariane num sol escaldante, subidos a escada e vimos um escritório grande pra uma pessoa, mas minusculo pra uma turma de adolescentes, imagine um lugar:  SEM JANELAS, SEM AR E COM UM VENTILADOR DE TETO LENTO E DOIS VENTILADORES PEQUENOS QUE SOLTAVAM VENTO QUENTE. Eram 27 pessoas morrendo de calor, respirando lá dentro e suando sem parar enquanto dançavam. Sem condições, né D;
Tudo bem, apesar do calor deu pra ensaiar um pouco, afinal a intensão da Ariri foi boa e tal, e  deu pra terminar o mix de musicas. Ensaiamos lá até as 16:00hrs foi quando corremos no sol escaldante até a escola pra fazer o ensaio geral, sendo que só tinhamos 30 minutos lá dentro. Na hora dos escravos caírem, eu cai e a Mari caiu em cima da minha perna e eu não consegui levantar, então a Jessi me puxou e nós seguimos a coregrafia. Foi uma droga.

Depois desse ensaio geral, fui pra casa tomar banho, lá foram-se mais 13 quadras no sol forte. Tomei banho, nem deu tempo de sentar e descansar e lá fui eu no sol escaldante pra casa da Maria Fernanda, sooorte que fui de carro porque era bem longe da minha casa, chegando lá, ensaiamos até as 22:00 e fui caminhando até a casa da Paula com o Jojo e a Alice, chegando lá o Jojo chamou a mae dele e ele me deu carona até em casa. No dia seguinte (No caso ontem, dia da apresentação), tivemos atividades lá na escola para homenagear e entregar as doações para as instituições de caridade que cada turma iria ajudar. Nessa celebração, uma criança com mais ou menos 6 ou 7 anos que foi beneficiada com as doações, subiu no palco e cantou, mas cantou tão bem que eu cheguei a chorar, foi lindo, todos no salão de atos aplaudiram de pé. Depois disso fomos para o pátio da escola onde o professor Ricardo estava comandando jogos com os alunos, foi bem divertido.
Quando acabou a aula fui pra casa almocei e saí de novo, o Jonathan passou aqui em casa e fomos pra casa da Paula de carona com a mãe dele. Chegando lá esperamos o Ben e então caminhamos sobe um sol escaldante até a casa da Yasmin, onde teria um ultimo ensaio antes da grande apresentação. Ensaiamos, ajudei o Ben a terminar o texto e rimos bastante com piadinhas internas. Depois fui pra casa com a Paula e o Ben, deixei eles pelo caminho e segui alone no sol escaldante (kkk) até em casa, chegando lá tomei banho me arrumei, preparei minha roupa, coloquei na bolsa e saí, caminhei com meu pai até a casa do Gabriel que fica no caminho da escola, fomos juntos pra lá onde depois de um tempo encontramos o resto da turma.
Pouco tempo depois, quando a maioria já estava lá, começamos a nos arrumar, Gabriel, Patrick, Jonathan, Vitória, Jéssica, Mariana e eu, faziamos papel de escravos, só que nenhum de nós somos negros, então nós nos pintamos de marrom, na nossa cabeça nós pareceríamos escravos, mas a realidade é que pareceu que nós tinhamos rolado na "merda", juro por Deus, todo mundo riu muito, inclusive nós.
Bem, depois que toda turma estava pronta, tinhamos indios (Marina, Ádua, Cristiane, Martin, Rafael, Thassiana, Natalia, Maria Fernanda, Maria Thainá), portugueses (Ariane e Francisco, Filipe e Yasmin, Alice e Ben Hur, Cassiano, Mariano), ondas (Paulo) e escravos (Eu, Jéssica, Vitória, Mariana, Patrick, Jonathan e Paula).
Antes da apresentação nos demos as mãos e a Ádua, Vitória e Gabe falaram palavras de incentivo e o quanto aquele momento era especial, rezamos e então fomos pro ginásio.
Nós entramos, primeiro vinham os indios dançando, depois vinha as ondas, os portugues e por fim os escravos sendo puxados por um portugues. Lá estavamos nós sendo puxados até os tambores que ficavam do outro lado do salão, chegando perto era pra todos cairem e os que fossem dançar iriam levantar já os outros ficariam batucando. Caímos e nos embolados eu fui engatinhando até o meu tambor e fiquei tocando com a Mari e o Jojo, o resto do pessoal começou a dançar as musicas tensas and divertidas, alguns perderam as roupas, outros meio que se perderam, outros pareciam que não estavam nem nesse planeta de tão brisados que estavam, mas todos juntos ficou muito bom. As danças terminaram e começou a musica final em que todos pulariam e dançariam bem alok enquanto dois correriam em volta com sinalizadores vermelhos, foi o que aconteceu, mas na hora da festa eu acabei me empolgando e minha saia caiu kkkk' Espero que ninguém tenha visto, espero mesmo.
E foi isso, voltei pra casa com a Ádua e sinceramente, pode ter sido a apresentação mais simples, mas nós a fizemos em um dia apenas e o objetivo era se divertir e se unir e isso nós fizemos muito bem.
Essa apresentação foi muito boa, e eu confesso que senti o preconceito na pele, todo mundo que me olhava ria ou se assustava, muito racismo. Teve uma hora que eu entrei no banheiro e uma menina se arregalou os olhos e disse: "Que isso minha filha, rolou na merda?" kkkkk' Ri muito u-u'
Foto da ultima musica em que o Patrick saiu correndo com o sinalizador quase matando todo mundo, parece que nós estamos fazendo macumba, mas tá limds qq

Enfim, Parabéns 222 *-*
Agradecimentos ao professor Ricardo e a professora Andrea, sem eles nada disso seria possível.

bjbjbjbjbj e inté ;B

Ps: Já é 11.11.11, lançamento do clipe da Katy Perry, lançamento de um filme "11.11.11" eee aniversário da esposa gravidíssima do professor Ricardo we. Ah, e dizem que é o fim do mundo também, mas isso é só um detalhe u-u'